O aquecimento central é um sistema que visa fornecer calor a todo o edifício (espaço interior), partindo de um ponto e espalhando-se por todas as divisões.
Este sistema difere dos restantes por gerar calor a partir de um ponto único, como uma caldeira que pode ser colocada na cave ou na sala de máquinas, e que passa a ser o emissor. O calor é posteriormente distribuído pelo edifício através de tubagem própria, circulação de água por canos ou vapor canalizado. O método mais usual é o de combustão de matérias fósseis em forno ou em caldeira.

Ter aquecimento numa casa é importante por vários motivos, inclusive de saúde e de segurança. Para além da vantagem óbvia (aquecer e tornar mais confortáveis os ambientes), o aquecimento evita/mitiga a formação de humidade e de mofo que afecta os moradores, sobretudo os que têm asma, alergias ou que sofrem de outras condições respiratórias. A pressão sanguínea e o ritmo cardíaco podem também ser afectados quando as pessoas estão expostas durante muito tempo a temperaturas que não são as ideais. A isto junta-se o facto de uma casa quente e confortável contribuir para melhores noites de sono.

A chegada do Inverno e consequentes dias e noites de tempestades e temperaturas frias pode ser desconfortável para alguns, ou aconchegante para outros. Tudo depende da quantidade de roupa com que sai à rua e, mais importante a cima de tudo, dos graus celsius que se encontram no interior de sua casa. O Inverno pode ser uma estação do ano muito desagradável, se passar os momentos em sua casa com os dentes a tremer, ou muito acolhedor e confortável, se mantiver o interior da sua casa a uma temperatura de conforto. 

À priori é notório entender que muitas das casas portuguesas não foram devidamente construídas para assegurar boas condições de eficiência energética e por isso por vezes não é fácil encontrar o melhor sistema de aquecimento para a sua casa. Por isso tenha cuidado pois o barato, por vezes, pode sair caro. No entanto, deixamos-lhe com algumas dicas sobre os sistemas de aquecimento que pode encontrar no mercado e que não requerem um investimento tão elevado.

Salamandra a lenha

Começamos pela conhecida salamandra a lenha ou recuperado de calor. Estas podem ser aplicadas numa lareira pré-existente ou simplesmente colocada em qualquer canto da sua sala, como equipamento autónomo. Existe uma grande diferença nos rendimentos de calor desta em relação à convencional lareira. Para além disso, o consumo de lenha reduz significativamente para menos de metade.
 
 Salamandra a Pellets
 

É importante antes de mais referenciar que para comprar uma salamandra a pellets deve sempre ter em conta as dimensões do espaço que pretende aquecer de modo a escolher o sistema com a potência mais adequada às áreas em questão. Qualquer um deles não necessita de grandes obras na sua instalação sendo uma óptima opção de comprar no mercado actual.

Recuperadores de aquecimento central de água

Os preços começam aumentar mas também a qualidade e potência dos equipamentos. Os recuperadores de aquecimento central de água podem funcionar como complementos de outros sistemas de aquecimento de águas em casa como é o caso dos painéis solares e as caldeiras a gasóleo. O investimento pode ser maior neste sistema do que nos anteriores mas a poupança de energia permite paga-los num curto espaço de tempo. São ideais para quem vai construir uma casa de raíz, podendo inserir a sua instalação no projecto inicial.

Ar condicionado

O ar condicionando é um sistema de aquecimento bastante antigo que de certeza está familiarizado. É facilmente julgado por consumir muita energia e ser muito prejudicial para o ambiente. Mas hoje, com a evolução do mesmo, já se encontram no mercado versões bastante mais amigas do ambiente que, aliás, têm um baixo consumo de energia. Uma das vantagens destes sistemas é que tanto dão para aquecer de Inverno como arrefecer no Verão.

​Radiadores a óleo

Voltamo-nos agora para as soluções mais económicas e práticas do mercado. Estas servem à medida de quem não tem muito dinheiro para investir e pretende uma solução rápida e imediata, se traduza em comprar e instalar no próprio dia. São conhecidos como os aquecedores portais que facilmente deslocamos de um espaço para o outro.
O radiador a óleo funciona segundo uma lógica de resistências eléctricas que aquecem o óleo e conduzem o calor. Pode perder por, ao início, ser pouco lento a atingir a temperatura desejada mas ganha pelo facto de ser muito silencioso. Pode utiliza-lo durante a sua noite tranquila no sofá da sala de estar.

Termoventiladores

Os termoventiladores ganham a competição de equipamento mais barato do mercado, não sendo estes um bom exemplo se quer uma solução que aqueça um grande espaço por um longo período de tempo. Ainda assim são boas soluções para determinadas ocasiões sendo o aparelho pequeno, prático e leve, apesar de um pouco ruidoso. São ideais, por exemplo, para aquecer a sua casa de banho mesmo antes de ir tomar o seu duche.




As marcas com que trabalhamos: